Por que é que a gente volta?


Ou, melhor... por que é que será que a gente vai?


Quando comecei o meu blog há (vou dizer pouco mais de 15 anos, porque não sei realmente dizer com precisão quando foi que essa minha vontade de compartilhar com o mundo se tornou online) eu não tinha a mínima ideia do que a vida me traria.

Eu não sabia que eu ia voar o mundo, conhecer 85 países, morar 12.000 km longe de casa, me sentir o mais amada que já me senti e o mais solitária quanto foi possível sem perder (completamente) a sanidade.


Eu tinha sonhos, muitos, que eram tantos que não cabiam nas minhas mãos, que me escorriam pelos dedos e me faziam mais perdida do que focada até que entendi que no fim, não importa muito o caminho, desde que escolhamos um. E, meu Deus, como esse caminho não é reto, não é liso, não é claro, não é cheio de flores. Mas, ao mesmo tempo, é também, se é que isso faz sentido.


E por muito tempo eu fui, eu voltei, eu rodei, tal qual pião, até cansar, até parar, até encontrar um lugarzinho para chamar de meu, sem perceber que tudo que eu aguardava era um novo "empurrão" que me colocasse novamente em movimento.


Então, a gente vai, a gente volta, e mais importante do que nunca: a gente segue.

Aqui, no blog, todas as segundas. No canal, todas as terças e sextas. E com outros projetos que vem por aí, eu e vocês, nessa troca constante que nos lembra que, apesar dos pesares, a gente segue. E juntos, quem sabe, vamos mais longe...


117 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon

© 2018 por Andressa Caggiano. Orgulhosamente criado com Wix.com